Lá vai o Zaqueu

Lá vai ele, desprezível,
Coração angustiado,
Carregado de pecado,
E com mágoa indizível.

Lá vai ele, pressuroso,
Com aflição intolerável,
Com pecado abominável,
Sente-se um criminoso.

Lá vai ele, há impedimento,
Mas da busca não desiste,
Corre, empurra, força, insiste,
Necessita livramento.

Finalmente acomodado
Para ver Cristo passando
Quando ouve um comando
Por Jesus ele é chamado:

Zaqueu desça bem depressa,
Da sua casa abra a porta,
Estar contigo é o que me importa,
Nova vida em ti começa.

Lá está ele, arrependido,
Seu pecado confessando,
Tudo a Cristo entregando,
De alegria possuído.

Lá está ele, transformado,
Salvação tem encontrado,
O pecado perdoado,
É um homem quebrantado.

Lá está ele, na verdade,
Um perdido encontrado,
Por Jesus foi sim buscado,
Desfruta da Sua bondade.

Quando um homem, por inteiro,
Quer ser livre do pecado,
Sabe que Jesus, o Amado,
Desejo isto primeiro.

Gilberto Celeti

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s