AMOR QUE CONSTRANGE

Deus cujo poder não tem fronteiras,
Deus cuja grandeza é insondável;
Como entender que tanto queiras
Todos que são teus. É admirável!

Teu amor sublime e soberano,
É que elege um pecador perdido,
Cumpres, com firmeza, o Teu plano,
Pra que em Cristo seja ele remido.

Teu amor é infinito, eterno;
Antes de nascer já sou amado.
Tornas-te pra mim um Pai tão terno,
Não me falta nunca o Teu cuidado.

Sim, eu sei que eu cri em Jesus Cristo,
E cheguei-me a Ti, arrependido;
Mas percebo, claramente, isto:
Sou de Ti, ó Deus, um escolhido.

Tal e qual Jacó nada mereço,
Sou apenas barro, Tu o oleiro;
Minha salvação teve alto preço:
Sangue que na cruz verteu o Cordeiro.

Teu amor está bem demonstrado,
Amo-te, pois me amaste primeiro;
Quero andar contigo sempre ao lado,
Consagro-me a ti e por inteiro.

Gilberto Celeti

“Esta é a mensagem que o Senhor Deus mandou Malaquias entregar ao povo de Israel. O Senhor Deus diz ao seu povo: Eu sempre amei vocês. Mas eles perguntam: Como podemos saber que tu nos amas? Deus responde: Esaú e Jacó eram irmãos, no entanto, eu tenho amado Jacó e os seus descendentes” (Malaquias 1.1,2).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s