PÁRABOLA DO SEMEADOR

O reino de Deus tem os seus segredos
Que não serão pra todos revelados;
Quem tem recebe mais, mas quem não tem,
Até o pouco que tem será tirado.
São tantos que olham bem, mas não enxergam,
Escutam e não ouvem, não entendem,
A mente está fechada, totalmente,
Não querem ver e ouvir, não compreendem.
Por isso que as parábolas contadas
Por Cristo quando ao povo ensinava,
”Quem tem ouvidos para ouvir que ouça”
Era o que sempre Ele recomendava.
E quando olhos vêem e ouvidos ouvem,
A mente vai entender toda verdade,
Deus mesmo seus segredo os revela,
Traz isto a maior felicidade.
Escute a história do semeador,
Que vai suas sementes espalhando;
Algumas caem beira do caminho,
As aves, delas, vão se alimentando.
Sementes há que caem em lugar duro,
Há terra, mas o fundo é pedregoso.
O broto surge logo, mas não vinga,
O sol, no seu fulgor, tão caloroso,
Faz com que a planta queime e fique seca
Porque não conseguiu formar raízes.
Sementes tantas são desperdiçadas,
Que deixam os semeadores infelizes.
Como as que caem no meio dos espinhos,
Que embora cresçam, ficam sufocadas,
Porque os espinhos crescem e atrapalham
E a planta não pode produzir nada.
No entanto há sementes que germinam
Em terra boa, em terra produtiva,
A cem, e a sessenta e a trinta,
Só bênção para aquele que cultiva.
Escute agora o significado
Entenda e preste muita atenção,
Cada pessoa é um tipo de semente,
Perceba onde está o seu coração.
Os que ouvem a mensagem e não a entendem,
São como as sementes que caíram
Na beira do caminho, vulneráveis,
Os pássaros, depressa, as enguliram.
As vezes a mensagem é preciosa,
E a mente e o coração ficam tocados,
Mas num instante tudo si dissipa,
Tudo é, literalmente, devorado.
É o maligno que vem e tira
O que no coração foi semeado,
O ensino fica logo esquecido,
E não consegue ser assimilado.
Há outros que, ouvindo a mensagem,
Aceitam-na, depressa e com alegria,
Mas esta alegria dura pouco,
Não podem suportar a zombaria,
E a perseguição, e o sofrimento,
Por causa da mensagem que abraçaram.
São os que semeados entre pedras,
As suas raízes não se aprofundaram,
E então a sua fé logo abandonam.
Há outros que são mesmos parecidos,
Com grãos pelo semeador lançados
Que entre espinhos ficaram caídos.
São os que tendo ouvido a mensagem
Permitem que ela fique sufocada,
Por causa das preocupações do mundo,
Por causa das riquezas desejadas!
Os frutos nunca serão produzidos.
Mas há outros que dão grande colheita,
Com produção mesmo maravilhosa,
Aquele que a mensagem não rejeita,
Que acolhe a mensagem em sua vida,
Que a entende e nele vivem meditando.
É tal como a semente semeada
Em terra boa e via frutificando.
Gilberto Celeti
“E de muitas cousas lhes falou por parábolas e dizia: Eis que o semeador saiu a semear” (Mateus 13.3).
Anúncios

Um comentário sobre “PÁRABOLA DO SEMEADOR

  1. Marcos Pedrazzini 16 de março de 2010 / 18:51

    Muito legal seu trabalho, estarei seguindo para ficar atento a novos posts.Aproveito para convidá-lo para conhecer algumas poesias de minha autoriahttp://marcospedrazzini.blogspot.comDeus lhe abençoeMarcos Pedrazzini

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s