DEUS QUE GUARDA DE TROPEÇOS

Um poema para a primeira semana do ano:
DEUS QUE GUARDA DE TROPEÇOS

ensinando a andar 1

Pernas frágeis e os pés tão vacilantes,
E o caminho a percorrer, tão perigoso,
Quão difícil é poder seguir avante
Sem a ajuda do Deus Todo Poderoso.

Sou tal qual criança nos primeiros passos,
Cujos pais sempre acompanham e estimulam,
E que sabem estender tão bem os braços
E seus filhos, dos tropeços, bem seguram.

Na vereda da justiça Deus me guia
Por amor do Seu tão grande e santo nome
E prossigo sempre em Sua companhia

Protegido de anjos maus e de maus homens.
Deus Eterno, eu de Ti nada mereço,
Mas Te adoro, pois me guardas de tropeço.

Gilberto Celeti

“Guia-me pelas veredas da justiça por amor do seu nome” (Salmo 23:4)

“Ora, àquele que é poderoso para vos guardar de tropeços e para vos apresentar com exultação, imaculados diante da sua glória. Ao único Deus, nosso Salvador, mediante Jesus Cristo, Senhor nosso, glória, majestade, império e soberania, antes de todas as eras, e agora, e por todos os séculos. Amém!: (Judas 24,25)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s