A BÊNÇÃO DO NATAL

A BÊNÇÃO DO NATAL

nascimento-nativity

Eram só pobres pastores
Totalmente embevecidos
Com o que presenciaram.
Não estão os refletores,
Sobre os grandes, acendidos.
Nos humildes, sim, focaram.

E aquela bênção antiga,
Pelos séculos guardada,
Tem agora o cumprimento!
E lá dentro da barriga,
Uma vida é gerada,
Cumpre Deus o Seu intento!

Era pois o tempo certo.
Deus envia o próprio Filho
E assim cumpre a promessa!
Pastores boquiabertos,
Homens pobres, maltrapilhos,
À Belém, correm às pressas.

O Eterno se fez gente,
Em Belém, casa do pão,
Para tirar o pecado,
Derrotar a vil serpente,
Dar eterna salvação,
Ser morto e ressuscitado!

Fez-se homem o menino,
Cheio de graça e verdade,
Para ser na cruz pregado!
E na alma brota um hino
De real felicidade,
De quem nele é perdoado!

E até hoje é surpreendente
Que este santo e real mistério
É pra humildes revelado.
Homens que se tornam crentes
Levam a mensagem à sério,
E por Deus são transformados!

Tendo o Filho, então, nos dado,
Deus com Ele nos dá tudo,
E Seu Espírito em nós vive.
Quem a Cristo tem achado
Não pode mais ficar mudo
Conta por que está livre.

Gilberto Celeti

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s