SALMO 119 – INTRODUÇÃO

SALMO 119 – MAIS DESEJÁVEL DO QUE O OURO – MAIS DOCE DO QUE O MEL

O Salmo 119 amplia magistralmente o conteúdo do Salmo 19:

Verso 7 – “A LEI do Senhor é perfeita e restaura a alma; o TESTEMUNHO do Senhor é fiel e dá sabedoria aos simples”.
Verso 8 – “Os PRECEITOS do Senhor são retos e alegram o coração; o MANDAMENTO do Senhor é puro e ilumina os olhos”.
Verso 9 – “O TEMOR do Senhor é límpido e permanece para sempre; os JUÍZOS do Senhor são verdadeiros e todos igualmente, justos”.
Verso 10 – “São mais desejáveis do que ouro, mais do que muito ouro depurado; e são mais doces do que o mel e o destilar dos favos”.

O Salmo 119 é o capítulo mais longo da Bíblia. Fica bem no centro da Bíblia e fala exatamente da Palavra de Deus, levando-nos a refletir sobre a centralidade da Palavra de Deus. É uma oração ao SENHOR, sendo assim a oração mais longa da Bíblia. Trata-se de um capítulo desafiador da Palavra sobre a Palavra, que enfatiza a importância e a superioridade da Palavra de Deus, que precisa ser amada, conhecida e obedecida em todas as circunstâncias da vida.

A ESTRUTURA DO SALMO 119

Este salmo tem uma estrutura extraordinária, pois foi composto como um acróstico usando as 22 letras do alfabeto hebraico. Trata-se portanto de um salmo como 22 estrofes, sendo que cada estrofe contém 8 versículos, e todos eles iniciando-se exatamente com a letra correspondente da estrofe. São portanto 176 versículos (22 x 8 = 176).

São vários os termos utilizados, no Salmo 119, para referir-se à Escritura Sagrada:
• תּרה (tôrâh): LEI – 25 vezes
• עדה / עדוּת (êdâh / êdûth): TESTEMUNHO – 22 vezes
• חק (chôq): ESTATUTO – 22 vezes
• מצוה (mitsvâh): MANDAMENTO – 22 vezes
• משׁפּט (mishpât): JUÍZO – 22 vezes
• דּבר (dâbâr): PALAVRA – 22 vezes
• פּקּד (piqqûd): PRECEITO – 21 vezes
• אמרה (imrâh): também traduzido como PALAVRA – 19 vezes
• דּרך (derek): CAMINHO -10 vezes (como caminhos de Deus), mas este termo aparece também como “caminhos de mentira”.

É interessante notar que cinco destes termos são utilizados 22 vezes, que é o mesmo número de letras do alfabeto hebraico. A soma das vezes que aparecem termos indicando as Escrituras Sagradas é 185. Dos 176 versículos, apenas 3 não usam termos que indicam a Palavra de Deus, são os versos 90, 122 e 132). Há portanto alguns versículos que utilizam os termos referentes à Palavra de Deus mais de uma vez.

F. F. Bruce, comentando o Salmo 119 escreveu:
“Os ESTATUTOS {‘êdõf) são os termos da aliança que Deus dá ao povo para que observe.
Os PRECEITOS (piqqüdlm) são regras detalhadas para a vida.
Os MANDAMENTOS (miswõt) expressam a vontade insistente de um Deus pessoal que é o Senhor de Israel.
Os DECRETOS (huqqlm) são regulamentações escritas e prescritas para obediência permanente.
As ORDENANÇAS (mispãtim) são veredictos do Juiz divino que têm um grande alcance de circunstâncias.
A PALAVRA (ou palavras) representa dois termos.
O primeiro (heb. dãbãr) é uma referência à transmissão da vontade de Deus a seu povo.
O segundo (heb. ’imrãh) muitas vezes tem a conotação de PROMESSA (ou promessas) e com frequência é traduzido assim.
Podemos acrescentar a essa lista ainda CAMINHOS, um padrão de vida fundamentado na vontade de Deus (Conforme Deuteronômio 5:33 – “Andem em todo o caminho que o Senhor, seu Deus, lhes ordenou, para que vocês vivam, para que tudo lhes vá bem, e para que se prolonguem os seus dias na terra que irão possuir).”

A AUTORIA DO SALMO 119

A autoria do Salmo 119 não é mencionada e para alguns estudiosos alguns versículos parecem indicar que foram escritos após o retorno dos judeus do exílio babilônico, e então se considera especialmente Esdras, assim como Neemias e os levitas como seus possíveis autores. Alguns pensam na possibilidade de ter sido escrito por Daniel ou Jeremias, que inclusive escreveu cada capítulo do livro de Lamentações com esta mesma estrutura de acróstico.

Spurgeon tinha a convicção de ter sido Davi o seu autor. Ele no seu comentário dos salmos, chegando ao Salmo 119 escreveu: “Depois de muita leitura de um autor, chega-se a conhecer seu estilo, e adquire-se certo discernimento pelo qual sua composição é detectada mesmo se seu nome estiver oculto; sentimos uma espécie de certeza crucial de haver a mão de Davi nesse salmo, sim, de ser completamente seu”.

O fato é que o autor do Salmo 119 passou por grandes problemas na vida, mas com uma profunda e apaixonada compreensão de Deus, de Seus atributos, de Seu Caráter, de Seu Propósito Eterno e de que a Sua Palavra é infalível, é a verdade suprema. Ele aprendeu que confiando em Deus e na Sua palavra podia passar, com a ajuda do Senhor, por todas as circunstâncias, por mais difíceis que se apresentassem, sem esmorecer na fé, e firme nas promessas do Senhor.

TESTEMUNHOS SOBRE O SALMO 119

Há inúmeros testemunhos que mostram a bênção deste salmo, e destaco estes:

• O filósofo Blaise Pascal (1623-1662), considerava o versículo 59 como o marco da transformação na vida de uma pessoa, e o tinha na memória: “Penso nos meus caminhos e volto os meus passos para os teus testemunhos”.

• O pastor e comentaristas bíblico inglês Matthew Henry (1662-1714) escreveu sobre um conselho que sei pai, o pastor Philipp, deu a ele e seus irmãos: “Certa vez, compelindo-nos ao estudo das Escrituras ele nos aconselhou a escolher um versículo do Salmo 119 todas as manhãs para nele meditar e assim percorrer o salmo todo duas vezes ao ano; e isso, disse ele, fará vocês se apaixonarão por todo o restante das Escrituras”. E o Pr. Philipp dizia com frequência: “Toda a graça cresce conforme o amor pela Palavra de Deus cresce”.

• O Bispo de Edimburgo, George Wishart, (1662-1671), estava no cadafalso, para ser executado por sua fé, e segundo o costume da época, ele teve a permissão de escolher um salmo para ser cantado. Sua escolha foi o Salmo 119 e antes da metade do salmo, chegou uma carta de perdão e sua vida foi poupada. Interessante é que este bispo, tinha o mesmo nome do reformador protestante escocês George Wishart (1513-1546) um dos primeiros mártires protestantes queimados na fogueira como herege. Faltou pouco para que o bispo de Edimburgo tivesse o mesmo fim.

• O pregador e escritor Jonathan Edwards (1703-1758), conhecido hoje como um dos maiores pensadores norte americanos e que presenciou em sua época um poderoso avivamento espiritual escreveu: “Não conheço parte alguma das Escrituras Sagradas onde a natureza e evidência da verdade e sincera piedade, são tão plena e preponderantemente instadas e delineadas, como no Salmo 119”.

• O político britânico e líder do movimento abolicionista, William Wilberforce (1759-1833) foi um cristão consagrado, pregador da Palavra de Deus e conta-se que sempre que deixava o Congresso, ao final do expediente de cada dia, voltava para a casa a pé recitando as 22 estrofes desse magnífico salmo.

• O médico-missionário David Livingstone (1813–1873) recitava o Salmo 119 enquanto viajava pelo continente africano anunciando o evangelho da salvação em Cristo.

O fato é que o Salmo 119 é uma exaltação à graça de Deus em nos conceder Sua Palavra. Ele é também uma verdadeira oração. Cada versículo é mesmo uma súplica do salmista a Deus, e precisamos também nos colocar diariamente diante do Senhor orando versículo por versículo.

POR QUE O SALMO 119 É UM ACRÓSTICO?

Teria também este salmo sido escrito em forma de acróstico para ajudar-nos na memorização do mesmo? O fato é que há muitos versículos deste Salmo que, sendo memorizados, são uma fonte de bênção extraordinária para o nosso andar com Deus!

Agora, sem dúvida, a finalidade, o alvo, o objetivo, o intento que foi o de abordar as várias circunstâncias e dimensões da vida: sucessos, fracassos, vitórias, derrotas, prosperidade e adversidade, e numa forma de oração do salmista com o Senhor, e o uso de cada letra do alfabeto provavelmente mostrava que é necessário haver progresso na experiência de andar com Deus. Esta progressão é sugerida pelo alfabeto. Era o A a Z de uma vida em comunhão com o Senhor, abrangendo todas as áreas. No grego seria de Alfa a Ômega. No hebraico é de Alef à Tav. Há uma certa sequência a ser aprendida e seguida e de letra em letra podemos compreender melhor o que é necessário.

Olhando nesta introdução, perceba de uma forma panorâmica quais os degraus a serem subidos, ou quais as veredas a serem seguidas:

1ª Estrofe – versos 1 a 8 todos iniciados com a letra “Alef – א “
Tema: A SANTIDADE VEM EM PRIMEIRO LUGAR.
Este princípio está em toda a escritura: “…assim como é santo aquele que os chamou, sejam santos vocês também em tudo o que fizerem, porque está escrito: ‘Sejam santos, porque eu sou santo.'” (1 Pedro 1:15,16). A bem-aventurança, a felicidade real e verdadeira está intimamente ligada a uma vida santa. Este é o 1º Degrau.

2ª Estrofe – versos 9 a 16 todos iniciados com a letra “Bet – בּ”
Tema: A SANTIDADE TRAZ SATISFAÇÃO.
Enquanto muitos procurem a satisfação nas riquezas, na sabedoria, no poder, na satisfação dos seus desejo, jamais a encontrando, há um que já ouviu o: “Assim diz o Senhor : Não se glorie o sábio na sua sabedoria, nem o forte, na sua força, nem o rico, nas suas riquezas. Mas aquele que se gloria, glorie-se nisto: em me conhecer e saber que eu sou o Senhor e faço misericórdia, juízo e justiça na terra; porque destas coisas me agrado, diz o Senhor.” (Jeremias 9:23,24). Já descobriu que “o seu prazer está na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite.” (Salmo 1:2). Pode então dizer como Jeremias: “Achadas as tuas palavras, logo as comi. As tuas palavras encheram o meu coração de júbilo e de alegria, pois sou chamado pelo teu nome, ó Senhor, Deus dos Exércitos.” (Jeremias 15:16). E o apóstolo João afirma que “para que a nossa alegria seja completa” (1 João 1:4)
é necessário andar na luz, como Deus que na luz está. Esta satisfação atinge todas as áreas da sua vida. Este é o 2º. Degrau.

3ª Estrofe – versos 17 a 24 todos iniciados com a letra “Guímel – ג” –
Tema: QUEM ANDA COM DEUS É PEREGRINO NO MUNDO.
Assim foram descritos os que andaram com Deus no Antigo Testamento: “Todos estes morreram na fé. Não obtiveram as promessas, mas viram-nas de longe e se alegraram com elas, confessando que eram estrangeiros e peregrinos na terra“. (Hebreus 11:13).
E assim é que se considera o andar dos crentes no tempo do Novo Testamento: “E, se vocês invocam como Pai aquele que, sem parcialidade, julga segundo as obras de cada um, vivam em temor durante o tempo da peregrinação de vocês.” (1 Pedro 1:17). Esse mundo não é nossa lugar. Não somos daqui. Nós estamos de passagem. E o apóstolo João deixou muito claro: “Não amem o mundo nem as coisas que há no mundo. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele.” (1 João 2:15). Este é o 3º. Degrau.

4ª Estrofe – versos 25 a 32 todos iniciados com a letra “Dálet – ד”
Tema: O PEREGRINO PASSA POR TRIBULAÇÕES.
Não há passagem mais tocante do que o registro que Lucas faz de Paulo sendo apedrejado e arrastado para fora da cidade Listra, sendo dado por morto. “Mas, quando os discípulos o rodearam, ele se levantou e entrou na cidade. No dia seguinte, foi com Barnabé para Derbe. E, tendo anunciado o evangelho naquela cidade e feito muitos discípulos, Paulo e Barnabé voltaram para Listra, Icônio e Antioquia, fortalecendo o ânimo dos discípulos, exortando-os a permanecerem firmes na fé e mostrando (os sinais das pedradas estavam patentes em seu corpo) que, através de muitas tribulações, nos importa entrar no Reino de Deus.” (Atos 14:19-22).
Assim foi também com os que andaram com Deus nos tempos do Antigo Testamento e que “passaram pela prova de zombarias e açoites, sim, até de algemas e prisões. Foram apedrejados, serrados ao meio, mortos ao fio da espada. Andaram como peregrinos, vestidos de peles de ovelhas e de cabras; passaram por necessidades, foram afligidos e maltratados. O mundo não era digno deles. Andaram errantes pelos desertos, pelos montes, pelas covas, pelos antros da terra.” (Hebreus 11:36-38).
Este é o 4º. Degrau

5ª Estrofe – versos 33 a 40 todos iniciados com a letra “Rêi – ה”
Tema: O AMOR AO SENHOR E À SUA PALAVRA VIVIFICA
Como explicar, ao longo de toda a história o incontável número dos que sofreram por amor ao Senhor e à Sua palavra e permaneceram firmes? O Senhor esteve com eles, e os animou e vivifico. E o próprio Senhor Jesus afirmou: “Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado por meu Pai, e eu também o amarei e me manifestarei a ele……… Se alguém me ama, guardará a minha palavra; e o meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos nele morada. Quem não me ama não guarda as minhas palavras.” (João 14:21-24).

O apóstolo Paulo escreveu a Timóteo: “…as minhas perseguições e os meus sofrimentos, os quais tive de enfrentar em Antioquia, Icônio e Listra. Quantas perseguições sofri! Porém o Senhor me livrou de todas elas. Na verdade, todos os que querem viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos. Mas os perversos e impostores irão de mal a pior, enganando e sendo enganados. Quanto a você, permaneça naquilo que aprendeu e em que acredita firmemente, sabendo de quem você o aprendeu e que, desde a infância, você conhece as sagradas letras, que podem torná-lo sábio para a salvação pela fé em Cristo Jesus.” (2 Timóteo 3:11-15). Este é o 5º. Degrau

6ª Estrofe – versos 41 a 48 todos iniciados com a letra “Váv – ו”
Tema: A MISERICÓRDIA DE DEUS É QUE NOS AMPARA
Toda a caminhada até aqui, passando por todas as situações, cada passo no andar com Deus, todo e qualquer progresso na vida de fé, no enfrentamento dos obstáculos e das dificuldades, sem esmorecer, pelo contrário andando com confiança e perseverança, só foi possível porque a misericórdia do Senhor nos socorreu.
É tempo de recapitular a caminhada e considerar que é Deus mesmo quem o realiza em nós “tanto o querer como o realizar, segundo a sua boa vontade”. (Filipenses 2:12) E é pela Sua misericórdia que vivemos em conexão com Ele e podemos ser “irrepreensíveis e puros, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração pervertida e corrupta” dando testemunho diante de todos como “luzeiros no mundo, preservando a palavra da vida.” (Filipenses 2:15,16).
Podemos declarar que “as misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; renovam-se cada manhã……….. O Senhor é bom para os que esperam nele, para aqueles que o buscam.” (Lamentações 3:22-25). Este é o 6º. Degrau.

7ª Estrofe – versos 49 a 56 todos iniciados com a letra “Záin – ז”
Tema: FIRME NAS PROMESSAS

8ª Estrofe – versos 57 a 64 todos iniciados com a letra “Váv – ו”
Tema: CULTIVAR A VIDA DEVOCIONAL

9ª Estrofe – versos 65 a 72 todos iniciados com a letra “Têt – ט”
Tema: ESTAR CONSCIENTE DA BONDADE DE DEUS

10ª Estrofe – versos 73 a 80 todos iniciados com a letra “Iúd – י”
Tema: ANDAR HUMILDEMENTE COM DEUS

11ª Estrofe – versos 81 a 88 todos iniciados com a letra “Káf – כּ”
Tema: A BÊNÇÃO DE DEUS É QUE ENRIQUECE

12ª Estrofe – versos 89 a 96 todos iniciados com a letra “Lâmed – ל”
Tema: A IMPORTÂNCIA DE UM CORAÇÃO SÁBIO

13ª Estrofe – versos 97 a 104 todos iniciados com a letra “Mêm – מ”
Tema: A PALAVRA DE DEUS É FONTE DE ÁGUA VIVA

14ª Estrofe – versos 105 a 112 todos iniciados com a letra “Nun – נ”
Tema: CORAÇÃO TOTALMENTE ENTREGUE NAS MÃOS DE DEUS

15ª Estrofe – versos 113 a 120 todos iniciados com a letra “Sâmech – ס”
Tema: ESCONDIDO NO ESCONDERIJO DO ALTÍSSIMO

16ª Estrofe – versos 121 a 128 todos iniciados com a letra “Ain – ע”
Tema: DISCERNIMENTO DO BEM E DO MAL

ATENÇÃO: Em breve este texto abaixo estará completo.

17ª Estrofe – versos 129 a 136 todos iniciados com a letra “Pêi – פּ”
Tema:

18ª Estrofe – versos 137 a 144 todos iniciados com a letra “Tzádik – צ”
Tema:

19ª Estrofe – versos 145 a 152 todos iniciados com a letra “Kúf – ק”
Tema:

20ª Estrofe – versos 153 a 160 todos iniciados com a letra “Rêsh – ר”
Tema:

21ª Estrofe – versos 161 a 168 todos iniciados com a letra “Sin – שׂ”
Tema:

22ª Estrofe – versos 168 a 176 todos iniciados com a letra “Táf – ת”
Tema:

Que a meditação em cada um dos versículos deste precioso Salmo nos ajude a estarmos mais próximos do Senhor, amando-O, obedecendo-O e servindo-O de forma agradável e andando nos passos do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Gilberto Celeti

Textos de um peregrino a caminho da Pátria Celestial

www.alerocha.net/

Apenas um peregrino...

Gospel1 WE BORN TO BROADCAST HIM

Just another WordPress.com weblog

My Blog Divonsir Borges

Pesquisar,analisar,arquivar,divulgar.

biblioterapiaa.wordpress.com/

Palavra originada do grego. Biblion: todo tipo de material bibliográfico ou de leitura Therapein: tratamento, cura ou restabelecimento

Pregando a Verdade

Reflexões cristãs para o nosso dia a dia

Florencio1's Blog

Just another WordPress.com site

martinhochimene

A topnotch WordPress.com site

martinchimene

Martinho Chimene

APEC / Brasil

Proclamar a pessoa extraordinária de Jesus Cristo a todas as crianças, em todos os contextos e culturas é a prioridade máxima!

Pr Eber Jamil's Weblog

O CANTINHO DAS MINHAS IDEIAS...

TEOPOESIA

Textos de um peregrino a caminho da Pátria Celestial

%d blogueiros gostam disto: