CRER OU NÃO CRER, EIS A QUESTÃO

Lá no Gólgota a cruz foi levantada;
E o Filho de Deus nela ali pregado;
Numa data, numa hora agendada,
Num momento histórico determinado.
Esta cruz divide a história em duas eras:
Uma antes e outra que é depois de Cristo;
E divide a humanidade em duas esferas:
Os que crêem e os que não crêem em Jesus Cristo.
Os que crêem e O recebem são aceitos,
Sendo por Deus perdoados, transformados;
Os demais, infelizmente, não têm jeito,
Sob a ira de Deus já estão condenados.
Pode, no entanto, a cruz ser transportada,
Para a vida do cristão regenerado,
Cujo eu, agora, em nova caminhada,
Diz: Estou com meu Jesus crucificado,
De maneira que não sou mais eu quem vive
Mas é Jesus Cristo que vive em mim.
Seja o Teu Espírito que me cative,
Pra que eu viva sempre pra tua glória, enfim!
Gilberto Celeti
“Por isso, quem crê no Filho tem a vida eterna; o que, todavia, se mantém rebelde contra o Filho não verá a vida, mas sobre ele permanece a ira de Deus” (João 3.36).
Anúncios

UM JARDIM AO PÉ DA CRUZ

Olhando bem onde a cruz foi levantada,
E onde o sangue de Jesus foi derramado,
Se vê também que há um jardim ali plantado,
Formando cena admirável, tão sagrada!
A cruz de Cristo é lugar de sofrimento,
Pra que o pecado fosse nEle eliminado;
E o jardim deixava o ar mais perfumado,
Como se fosse ali um precioso ungüento.
Num coração onde a cruz está erguida,
E o crente está com Cristo identificado,
Há um jardim também, jardim santificado.
Perfume e fruto será visto nesta vida;
E quanto mais dura for a dificuldade,
Mais a presença de Deus é realidade!
Gilberto Celeti
“No lugar onde Jesus tinha sido crucificado havia um jardim” (João 19.41).

JESUS CRISTO É TUDO OU NADA!

Ver o Pai é o que o Filipe
Quer que Cristo lhe antecipe,
Só isto é suficiente
Pra deixá-lo bem contente,
Não sentia-se completo
Mesmo Cristo estando perto,
Não havia compreendido
Que em Jesus está escondido
O fulgor do Deus eterno,
Poderoso e tão terno;
O Verbo foi encarnado,
Deus está humanizado.
Jesus Cristo é tudo ou nada!
Ele só é a estrada…
Gilberto Celeti
Senhor, nós não sabemos aonde é que o Senhor vai.
Como podemos saber o caminmho?
Jesus respondeu:
Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém pode chegar até o Pai a não ser por mim.
Agora que vocês me conhecem, conhecerão também o meu Pai.
E desde agora vocês o conhecem e o têm visto.
Filipe disse a Jesus:
Senhor, mostre-nos o Pai, e assim não precisaremos de mais nada
Jesus respondeu:
Faz tanto tempo que estou com vocês, Filipe, e você ainda não me conhece?
Quem me vê vê também o Pai.
Por que é que você diz:
“Mostre-nos o Pai”?
Será que você não crê que eu estou no Pai e que o Pai está em mim?
(João 14.5-10)

TENHAM PAZ! TENHAM CORAGEM!

Quando o coração está todo perturbado,
E a coragem foi-se embora totalmente;
Quando a insegurança nos tem dominado,
E a incerteza se instala em nossa mente;
Nesta hora é que Jesus se apresenta,
E concede alento que é tão eficaz;
Vai-se embora, de repente, a tormenta,
Quando o Mestre diz: Concedo-vos a paz!
Ele foi quem suportou todo o terror,
E o sofrimento amargo lá na cruz;
Demonstrando ali inexplicável amor,
Para nos trazer das trevas para a luz.
Ressurreto traz, então, sua mensagem,
A primeira: Tenham paz! Tenham coragem!
Gilberto Celeti
“Ao cair da tarde daquele dia, o primeiro da semana, trancadas as portas da casa onde estavam os discípulos com medo dos judeus, veio Jesus, pôs-se no meio deles e disse-lhes: Paz seja convosco!” (João 20.19).

DISSE-LHE JESUS: MARIA!

Jesus Cristo, ressurreto,
Não é nem reconhecido,
No entanto está bem perto
E o meu nome é proferido.
Coração bate tão forte,
Fica cheio de alegria;
Cristo, o que venceu a morte,
É quem me chama: Maria!
E me instrui: Não me segure,
Pra meu Deus e Pai vou indo;
E aos que são meus, procure,
A notícia transmitindo.
Novo ensino é proferido:
Deus e Pai de Cristo, agora,
É Deus Pai dos seus remidos!
Vem minha alma, crê e adora!
Cristo, Mestre precioso,
Vive e reina eternamente;
És Perfeito, és Poderoso,
Servirei a Ti somente!
Gilberto Celeti
“Disse-lhe Jesus: Maria! Ela voltando-se, lhe disse, em hebraico: Raboni (que quer dizer Mestre)” (João 20.16).