PÁRABOLA DO SEMEADOR

O reino de Deus tem os seus segredos
Que não serão pra todos revelados;
Quem tem recebe mais, mas quem não tem,
Até o pouco que tem será tirado.
São tantos que olham bem, mas não enxergam,
Escutam e não ouvem, não entendem,
A mente está fechada, totalmente,
Não querem ver e ouvir, não compreendem.
Por isso que as parábolas contadas
Por Cristo quando ao povo ensinava,
”Quem tem ouvidos para ouvir que ouça”
Era o que sempre Ele recomendava.
E quando olhos vêem e ouvidos ouvem,
A mente vai entender toda verdade,
Deus mesmo seus segredo os revela,
Traz isto a maior felicidade.
Escute a história do semeador,
Que vai suas sementes espalhando;
Algumas caem beira do caminho,
As aves, delas, vão se alimentando.
Sementes há que caem em lugar duro,
Há terra, mas o fundo é pedregoso.
O broto surge logo, mas não vinga,
O sol, no seu fulgor, tão caloroso,
Faz com que a planta queime e fique seca
Porque não conseguiu formar raízes.
Sementes tantas são desperdiçadas,
Que deixam os semeadores infelizes.
Como as que caem no meio dos espinhos,
Que embora cresçam, ficam sufocadas,
Porque os espinhos crescem e atrapalham
E a planta não pode produzir nada.
No entanto há sementes que germinam
Em terra boa, em terra produtiva,
A cem, e a sessenta e a trinta,
Só bênção para aquele que cultiva.
Escute agora o significado
Entenda e preste muita atenção,
Cada pessoa é um tipo de semente,
Perceba onde está o seu coração.
Os que ouvem a mensagem e não a entendem,
São como as sementes que caíram
Na beira do caminho, vulneráveis,
Os pássaros, depressa, as enguliram.
As vezes a mensagem é preciosa,
E a mente e o coração ficam tocados,
Mas num instante tudo si dissipa,
Tudo é, literalmente, devorado.
É o maligno que vem e tira
O que no coração foi semeado,
O ensino fica logo esquecido,
E não consegue ser assimilado.
Há outros que, ouvindo a mensagem,
Aceitam-na, depressa e com alegria,
Mas esta alegria dura pouco,
Não podem suportar a zombaria,
E a perseguição, e o sofrimento,
Por causa da mensagem que abraçaram.
São os que semeados entre pedras,
As suas raízes não se aprofundaram,
E então a sua fé logo abandonam.
Há outros que são mesmos parecidos,
Com grãos pelo semeador lançados
Que entre espinhos ficaram caídos.
São os que tendo ouvido a mensagem
Permitem que ela fique sufocada,
Por causa das preocupações do mundo,
Por causa das riquezas desejadas!
Os frutos nunca serão produzidos.
Mas há outros que dão grande colheita,
Com produção mesmo maravilhosa,
Aquele que a mensagem não rejeita,
Que acolhe a mensagem em sua vida,
Que a entende e nele vivem meditando.
É tal como a semente semeada
Em terra boa e via frutificando.
Gilberto Celeti
“E de muitas cousas lhes falou por parábolas e dizia: Eis que o semeador saiu a semear” (Mateus 13.3).

NATAL – GRÃO DE MOSTARDA

Olhe pra semente de mostarda,
Que é tão pequena, não é nada;
Totalmente insignificante,
Mas esconde nela um gigante;
Quando ela germina, se expande,
Cresce forte, alta, fica grande.

Há lições bem lindas preciosas,
Que parecem mesmo milagrosas;
Uma é a da fé, tão pequenina,
Mas que é real, é genuína;
Desconhece o que é impossível,
Fica firme, vendo o invisível.

Outra é de que a real grandeza,
Fica escondida na fraqueza,
Na simplicidade e na humildade,
De quem vive sem fazer alarde.
Veja o Deus eterno, encarnado,
Frágil, na manjedoura deitado.

Vibre com alegria no Natal;
Deus agindo pra tirar o mal;
E, da manjedoura até a cruz,
Um grão de mostarda foi Jesus!
Mas quão retumbante sua vitória,
Reina soberano, hoje, em glória.

Tendo nEle a fé depositada,
Um vil pecador, que não é nada,
Tão somente escravo do pecado,
Tendo a Cristo, fica libertado,
E se torna nova criatura,
Para andar com Deus de alma pura.

Neste mundo andando, peregrino,
Como quem não é nada, um menino,
Sabe que aqui tudo é vaidade,
O que importa mesmo, na verdade,
É ser com Jesus mais parecido
E fazer Seu nome conhecido!

Gilberto Celeti

“O reino dos céus é semelhante a um grão de mostarda…” (Mateus 13.31).
“Se tiverdes fé como um grão de mostarda…” (Mateus 17.20).

UNÂNIMES NA ORAÇÃO

Quando dois em concordância,
Apresentam com instância,
Ao Senhor o seu pedido,
Ser-lhes-á, então, concedido.

Não pedido egoísta,
Com seu interesse em vista,
Mas buscando intervenção,
Neste mundo de aflição.

Só quem é representante,
Do supremo Comandante,
E tem com Ele intimidade,

Vai manter a unidade.
Sua oração será ouvida,
Prontamente atendida.

Gilberto Celeti

“E afirmo a vocês que isto também é verdade: todas as vezes que dois de vocês que estão na terra pedirem a mesma coisa em oração, isso será feito pelo meu Pai, que está no céu” (Mateus 18,19).

COMUNHAO COM O PAI

O Senhor bem sabe tudo o que se passa,
E tambem conhece tudo o que é preciso;
Nao é nunca por muita oraçao que eu faça,
Que as respostas de Deus eu contabilizo.

Na verdade é nossa incapacidade,
E a nossa mais completa incompetencia
E tambem a nossa vulnerabilidade,
E o senso de total insuficiencia,

Que nos levam a abrir a Deus o coraçao,
E contar somente com a sua graça.
Antes mesmo de fazermos oraçao,

Sua bondade poderosa nos abraça.
Muito mais que a resposta ao pedido
é ter com o Pai a comunhao mantido.

Gilberto Celeti

Antes de voces pedirem; o Pai de voces ja sabe o que voces precisam. Mateus 6:8