BENDITO SEJA O CORDEIRO!

manjedoura - cruz - túmuloascenção

Em Jesus, das trevas fomos libertados,
Para o Reino de Deus fomos transportados,
NEle temos a remissão dos pecados,
Deus, por Cristo, é amplamente revelado.

NEle tudo quanto existe foi criado,
E por Ele também tudo é conservado,
NEle todo Universo é restaurado,
Da Igreja Ele é a cabeça, o esposo amado.

Quem pode sondar a Sua excelsitude?
Seu domínio é de completa amplitude,
Deus e homem em total magnitude,
E nos tem doado Sua plenitude.

Como compreender a Sua encarnação?
Sua morte e Sua ressurreição?
Sua volta ao céu, a Sua ascensão?
E a conquista, para nós, da salvação?

E animados com a bendita esperança
De ao vê-lO ter a sua semelhança,
Prossigamos na mais plena confiança,
Preciosa é em Cristo a nossa herança!

Toda graça e bênção dEle recebemos.
Tudo quanto precisamos nEle temos.
Ao Senhor, com gratidão, então louvemos,
E com coração alegre O adoremos.

Gilberto Celeti

“Pois todos nós recebemos da sua plenitude e graça sobre graça.” (João 1:16)

“Ele nos libertou do poder da escuridão e nos trouxe em segurança para o Reino do seu Filho amado. É ele quem nos liberta, e é por meio dele que os nossos pecados são perdoados. Ele, o primeiro Filho, é a revelação do Deus invisível; ele é superior a todas as coisas criadas. Pois, por meio dele, Deus criou tudo, no céu e na terra, tanto o que se vê como o que não se vê, inclusive todos os poderes espirituais, as forças, os governos, as autoridades. Antes de tudo, ele já existia e, por estarem unidas com ele, todas as coisas são conservadas em ordem e harmonia, Ele é a cabeça do corpo, que é a Igreja, e é ele quem dá vida ao corpo. Ele é o primeiro Filho, que foi ressuscitado para que somente ele tivesse o primeiro lugar em tudo. Pois é pela própria vontade de Deus que o Filho tem em si mesmo a natureza completa de Deus. Portanto, por meio do Filho, Deus resolveu trazer o Universo de volta para si mesmo. Ele trouxe a paz por meio da morte do seu Filho na cruz e assim trouxe de volta para si mesmo todas as coisas, tanto na terra como no céu.” (Colossenses 1:13-20)

“Vede que grande amor nos tem concedido o Pai, a ponto de sermos chamados filhos de Deus; e, de fato, somos filhos de Deus. Por essa razão, o mundo não nos conhece, porquanto não o conheceu a ele mesmo. Amados, agora, somos filhos de Deus, e ainda não se manifestou o que haveremos de ser. Sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele, porque haveremos de vê-lo como ele é. E a si mesmo se purifica todo o que nele tem esta esperança, assim como ele é puro. (1 João 3:1-3)

Outros poemas acesse: https://gilbertoceleti.wordpress.com/

Acesse também a página no Facebook TEOPOESIA:https://www.facebook.com/teopoesia?ref=hl

INCLINAÇÃO PARA O ESPÍRITO, NÃO PARA A CARNE

contrastesnamaneiradeviver3a

Já fui no sangue de Jesus lavado,
Por Deus, então, estou justificado;
E tendo, assim, um novo coração,
Pra mim não existe mais condenação.

Confio no Senhor, humildemente,
Para que eu fique livre totalmente,
Da inclinação da carne que tortura,
E do poder do mal que me segura.

Atua, ó Deus, mudança no meu ser;
Espírito, domina o meu viver.
Não mais na carne eu desejo andar,
Pois quero a ti, Senhor, sempre agradar.

Com tua graça eu siga na conquista,
Tua armadura forte me revista,
Para um andar que mostre a santidade
E o compromisso sempre com a verdade.

Gilberto Celeti

“Porque os que se inclinam para a carne cogitam das coisas da carne; mas os que se inclinam para o Espírito, das coisas do Espírito”. (Romanos 8:5)

ABANDONO DA VELHA NATUREZA

ABANDONO DA VELHA NATUREZA

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e atividades ao ar livre

Vou andando e lançando coisas fora:
O orgulho, a inveja, a vaidade,
A malícia que a alma deteriora,
A ganância e a vil sensualidade.

Jogarei também a ira que devora,
E a gula que não encontra saciedade,
O ciúme que, inquieto, sempre aflora,
E a preguiça que perde a oportunidade.

A ingratidão também eu jogo fora,
A mentira e a desonestidade,
Amargura e gritaria eu mando embora,
Para andar com Jesus Cristo na verdade.

E preencho a minha vida, mesmo agora,
Com a presença do Senhor, que em santidade,
Quer levar-me pela mão, hora após hora,
Dentro da sua boa e perfeita vontade!

Gilberto Celeti

“Portanto, abandonem a velha natureza de vocês, que fazia com que vocês vivessem uma vida de pecados e que estava sendo destruída pelos seus desejos enganosos. É preciso que o coração e a mente sejam completamente renovados. Vistam-se com a nova natureza, criada por Deus, que é parecida com a sua própria natureza e que se mostra na vida verdadeira, a qual é correta e dedicada a ele”. (Efésios 4.22-24