OBSCURIDADE AFASTADA

OBSCURIDADE AFASTADA

cruz e túmulo

Como é possível alguém olhar a realidade
Sem perceber o que está acontecendo?
Notando o mal e o pecado corroendo,
E um total desinteresse na verdade,

E desgraçadamente ver a sociedade
No engano e na corrupção só se mantendo?
Se pão e circo continuam recebendo
Encontram, nisso apenas, sua felicidade.

E toda esta superficialidade
Os deixa cegos e jamais se apercebendo
Que escravos de um sistema é que estão sendo,
Não sonham mais em alcançar a liberdade.

E não cogitam nunca da imortalidade,
E nada para sua alma estão provendo.
E quando, enfim, na morte desaparecendo,
Que triste! Perdem-se por toda eternidade.

De Satanás, de fato, a especialidade
É ter a humanidade sempre se entretendo
Com tudo o que está no dia acontecendo
E joga iscas de várias modalidades:

Política, cultura, religiosidade,
E cada qual dizendo: “O certo é como entendo!”
E a busca louca de não mais estar sofrendo,
Conduz para a armadilha da incredulidade,

Para com Deus, o Criador, Santa Trindade,
Deus invisível, que o Universo está mantendo,
Que pra Seu Reino muitos filhos vem trazendo
Pelo Seu Filho, Vida, Vereda e Verdade.

O fato é que devido a longanimidade
Do Deus Eterno, continuamos vivendo;
E quando finalmente, alguém, se arrependendo
Do seu pecado, vê sua indignidade,

É transformado, ganha outra identidade
Um novo nascimento acaba obtendo
Pois a Jesus, o Verbo Eterno, recebendo
De Deus é filho, pra viver em santidade.

A vida aqui e agora tem finalidade:
De estar com o Mestre cada dia parecendo,
No amor a Deus e ao próximo sempre crescendo,
Tendo com a glória do Senhor prioridade.

E olhando o mundo com responsabilidade,
Com as armas da verdade o mal vai combatendo,
O evangelho de Jesus bem alto erguendo,
Para que muitos obtenham a liberdade,

E se desembaracem da mediocridade,
Para viverem sempre de Deus dependendo,
Não mais com o mundo e o pecado se envolvendo,
Com Cristo andando, lealmente e com humildade.

E o evangelho, dito com assertividade
Mostra o Verbo, Jesus Cristo, aqui nascendo
Perfeito, Justo, Santo numa cruz morrendo,
Pra com seu sangue limpar toda iniquidade.

Mostra também Sua absoluta autoridade
Deixando o túmulo aberto, sim, vencendo
A morte, Satanás, desta forma trazendo
A redenção, da escravidão a liberdade!

Senhor, afasta toda a obscuridade!
Que o teu Espírito, a luz venha trazendo
Para que muitos possam, em Cristo, agora crendo
Se apropriar da mais pura felicidade.

Gilberto Celeti

Mas, se o nosso evangelho ainda está encoberto, é para os que se perdem que está encoberto, nos quais o deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus. Porque não nos pregamos a nós mesmos, mas a Cristo Jesus como Senhor e a nós mesmos como vossos servos, por amor de Jesus. Porque Deus, que disse: Das trevas resplandecerá a luz, ele mesmo resplandeceu em nosso coração, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Cristo. (2 Coríntios 4.3-6)

HERDEIROS DE JOÃO BATISTA

HERDEIROS DE JOÃO BATISTA

J. Batista

Repare bem João Batista, um modelo,
Que aponta o caminho certo, verdadeiro.
Procure, então, de coração, com santo zelo,
Do seu modo de ser, tornar-se um herdeiro.

Não há ninguém que como a João se iguale,
Que em tudo tinha a glória do Senhor em vista!
Decapitado foi, pra que sua voz se cale,
A voz do homem chamado João Batista.

Pra ele pouco importava a aparência,
E muito menos ter sucesso ou resultado,
Fidelidade à vocação era a essência,
De um viver de ser pra Deus de inteiro agrado.

Bem corajoso, pregou arrependimento;
Denunciou tranquilo o torpe e vil pecado;
Não se exaltou a si, sequer um só momento,
Fez tudo para ser só Deus, glorificado.

Ninguém pregou sermão que seja mais profundo,
Do que João pregou, dizendo: “Eis o Cordeiro
Que com poder tira o pecado deste mundo!”
De Cristo foi embaixador, um mensageiro.

Homem bem frágil, cheio do Espírito Santo,
Não fez jamais nenhum milagre ou sinal,
Mas tudo que falou de Cristo, no entanto,
Foi verdadeiro, foi correto, foi real!

E nesta época de trevas que vivemos,
Com tantas vozes altamente ecoadas,
Da voz de João, urgentemente, carecemos;
Que ela seja amplamente proclamada!

Que apareçam, agora, de João, os herdeiros,
Homens, mulheres, que por Deus são enviados,
Pra conduzir arrependidos ao Cordeiro,
Que crendo em Cristo, serão salvos, libertados!

Gilberto Celeti

“Houve um homem enviado por Deus, cujo nome era João. Ele veio como testemunha para que testificasse a respeito da luz, a fim de todos virem a crer por intermédio dele. Ele não era a luz, mas veio para que testificasse da luz, a saber: a verdadeira luz que vinda ao mundo, ilumina a todo homem”. (João 1.6-9)

ACESSE O BLOG TEOPOSIA: https://gilbertoceleti.wordpress.com/