A INIMIZADE MAIS ANTIGA

A INIMIZADE MAIS ANTIGA

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Neste mundo, desde a entrada do pecado,
No momento histórico chamado queda,
Deus deixou, bem claro, assim sentenciado
Que uma inimizade tal, qual labareda,
Haveria entre a semente do diabo
E a semente que viria da mulher.
Da mulher, um que ao mal daria cabo,
O Messias que viria pra vencer.

Na Sua vinda, Cristo tirou o pecado,
Sobre a morte se tornou vitorioso
E o poder de Satanás tendo quebrado,
Assentou-se no Seu trono glorioso.
Na Sua segunda vinda, finalmente,
O reino sem mal será inaugurado,
E com Cristo, todo salvo, todo crente,
Estará eternamente ao Seu lado.

Por enquanto aqui, podemos ser feridos,
Por aqueles que do mal são a semente,
E com nossos calcanhares doloridos,
Seguiremos sempre de Deus dependentes.
Neste dia, que agora se apresenta,
Tentações diversas nos sobrevirão;
E, se a fúria do inimigo, sempre aumenta,
Firme em Cristo, nunca nos derrubarão.

Gilberto Celeti

“E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar”. (Gênesis 3.15)