ABANDONO DA VELHA NATUREZA

ABANDONO DA VELHA NATUREZA

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e atividades ao ar livre

Vou andando e lançando coisas fora:
O orgulho, a inveja, a vaidade,
A malícia que a alma deteriora,
A ganância e a vil sensualidade.

Jogarei também a ira que devora,
E a gula que não encontra saciedade,
O ciúme que, inquieto, sempre aflora,
E a preguiça que perde a oportunidade.

A ingratidão também eu jogo fora,
A mentira e a desonestidade,
Amargura e gritaria eu mando embora,
Para andar com Jesus Cristo na verdade.

E preencho a minha vida, mesmo agora,
Com a presença do Senhor, que em santidade,
Quer levar-me pela mão, hora após hora,
Dentro da sua boa e perfeita vontade!

Gilberto Celeti

“Portanto, abandonem a velha natureza de vocês, que fazia com que vocês vivessem uma vida de pecados e que estava sendo destruída pelos seus desejos enganosos. É preciso que o coração e a mente sejam completamente renovados. Vistam-se com a nova natureza, criada por Deus, que é parecida com a sua própria natureza e que se mostra na vida verdadeira, a qual é correta e dedicada a ele”. (Efésios 4.22-24

VIVER ‘REMANDO CONTRA A MARÉ’

VIVER ‘REMANDO CONTRA A MARÉ’

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Vivemos dias em que a nossa sociedade
Dá impressão de se afundar na iniquidade:
O egoísmo, a avareza, a ingratidão,
A vaidade, o xingamento, a traição,

A falta de respeito aos pais e à religião,
Falta de afeto e sem amor para com os bons.
Há um espírito, o da malignidade,
Que achando espaço vem e a alma invade

Ele usa a máscara da piedade
Mas é tão vil, hipócrita, sem lealdade;
O hedonismo é que domina o coração,
O narcisismo busca a própria adoração…

Os muitos “ismos” buscam a notoriedade,
E o que menos interessa é a verdade.
Ser diferente, fugir da promiscuidade,
“Remar contra a maré” é o que é ter liberdade.

Viver com Cristo reinando no coração,
Mesmo sofrendo, injúria e perseguição,
É o que nos tira desta triste maldição,
Que arrasta o mundo para a eterna perdição.

Arranca fora da alma a duplicidade,
De ter um pé no mundo e o outro na verdade,
Quem segue a Cristo com inteiro coração,
Não se deleita com o pecado e a escuridão.

Gilberto Celeti

NO PRIMEIRO DIA DO NOVO ANO!

NO PRIMEIRO DIA DO NOVO ANO!

Imagem

Primeiro dia, não do ano, mas do mundo,
Deus fez a luz e viu que era muito boa;
E a luz brilhou no caos escuro tão profundo,
E separou trevas, que da luz desentoa.

Quão bela é a luz, e muito mais a do Evangelho,
Que abre os olhos pra ver em Jesus Cristo,
O Verbo Eterno, o Salvador, Filho de Deus,
E crendo dEle a nos alegrarmos nisto.

Que neste ano, desde o primeiro dia,
Possamos ter longe das trevas nossa vida,
E entre o precioso e o vil ter distinção.

Com a santidade prática ter sintonia,
Ao que é injusto e falso não dar acolhida,
E andar com Deus, que é luz, em plena comunhão.

Gilberto Celeti

Adeus ano velho! A DEUS ano novo!

“A noite está terminando, e o dia vem chegando. Por isso paremos de fazer o que pertence à escuridão e peguemos as armas espirituais para lutar na luz. Vivamos decentemente, como pessoas que vivem na luz do dia. Nada de farras ou bebedeiras, nem imoralidade ou indecência, nem brigas ou ciúmes. Mas tenham as qualidades que o Senhor Jesus Cristo tem e não procurem satisfazer os maus desejos da natureza humana de vocês.” (Paulo, o apóstolo – Romanos 13:12-14)

NA SANTIDADE HÁ FELICIDADE

NA SANTIDADE HÁ FELICIDADE

Blurred-Clean-Heart

Quando há com Deus preciosa intimidade,
É o Consolador, na alma, habitando!
Não conhece o mundo, está realidade;
Pois do amor de Deus está até zombando.

Jesus Cristo e sua cruz são desprezados,
A Palavra de Deus não é conhecida,
O agir de Deus não é considerado,
Suas ordens nunca são obedecidas.

Mas o crente porque ama a Jesus Cristo,
E a Palavra do Senhor guarda e obedece,
Regozija-se em saber muito bem isto:
Que em si o Deus Triúno permanece.

E aos seus, Deus sempre tem se revelado,
Consolando, ensinando, dando paz;
E no desfrutar do seu real cuidado,
Em Jesus encontram o que os satisfaz.

E as marcas desta doce influência
Aparecem num viver em humildade,
E também adquirindo a consciência
Que é na santidade que há felicidade!

Gilberto Celeti

“Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama; e aquele que me ama, será amado por meu Pai, e eu também o amarei e me manifestarei a Ele” (João 14:21)