VIVER ‘REMANDO CONTRA A MARÉ’

VIVER ‘REMANDO CONTRA A MARÉ’

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Vivemos dias em que a nossa sociedade
Dá impressão de se afundar na iniquidade:
O egoísmo, a avareza, a ingratidão,
A vaidade, o xingamento, a traição,

A falta de respeito aos pais e à religião,
Falta de afeto e sem amor para com os bons.
Há um espírito, o da malignidade,
Que achando espaço vem e a alma invade

Ele usa a máscara da piedade
Mas é tão vil, hipócrita, sem lealdade;
O hedonismo é que domina o coração,
O narcisismo busca a própria adoração…

Os muitos “ismos” buscam a notoriedade,
E o que menos interessa é a verdade.
Ser diferente, fugir da promiscuidade,
“Remar contra a maré” é o que é ter liberdade.

Viver com Cristo reinando no coração,
Mesmo sofrendo, injúria e perseguição,
É o que nos tira desta triste maldição,
Que arrasta o mundo para a eterna perdição.

Arranca fora da alma a duplicidade,
De ter um pé no mundo e o outro na verdade,
Quem segue a Cristo com inteiro coração,
Não se deleita com o pecado e a escuridão.

Gilberto Celeti