NASCIMENTO DO SACERDOTE

NASCIMENTO DO SACERDOTE!

Quem diria que o menino do Natal,
Que ao nascer foi por anjos anunciado,
Haveria de enfrentar forças do mal
E na cruz ser qual cordeiro, imolado?

Que seria duramente repelido,
Que haveria de sofrer afronta e dor,
Que por muitos homens seria cuspido,
Suportando a zombaria com amor?

Entre Deus e o homem, o mediador,
Sacerdote para sempre, eternamente.
Sua intercessão e constante favor
Desfrutados são por todo que é crente.

Na cabeça uma coroa, mas de espinhos,
No seu corpo os duros golpes do chicote,
Cristo a vida, a verdade e o caminho,
É o profeta, é o rei, é o sacerdote!

Gilberto Celeti

“Tu és sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedeque” (Salmo 110:4).