SEU NOME FOI ANUNCIADO PELO ANJO

SEU NOME FOI ANUNCIADO PELO ANJO!

Nascido de Maria era humano,
Do rei Davi era o descendente,
Mas pelo Espírito foi concebido;
Que nascimento mais surpreendente!

Maria sua mãe era solteira,
Dispôs-se a enfrentar difamação,
Dispôs-se, humilde, àquela gravidez,
Cumpriu obediente a sua missão.

A Deus louvou com a alma agradecida
Sabendo que seria até chamada
Por outras gerações que surgiriam
A serva de Deus, bem aventurada.

Seu nome foi pelo anjo anunciado
Jesus, filho do Altíssimo, grandioso,
Que sobre o trono se assentaria
O rei eterno, santo, glorioso.

Cumpria-se a promessa mais antiga
Daquele que seria o descendente
Que todo mal enfim extirparia
Pisando na cabeça da serpente.

Gilberto Celeti

O CÂNTICO DE MARIA

O CÂNTICO DE MARIA

Maria sabe que o Senhor é poderoso,
E que o seu nome é Santo e Justo eternamente,
O Deus que é sempre misericordioso,
O Deus que age sempre valorosamente.

Que aos humildes só exalta e enobrece,
Que aos famintos, sempre de bens, satisfaz.
Enquanto vê que ricos dos seus tronos descem,
Mostrando como a sua glória é tão fugaz.

Por isso que Maria canta alegremente,
Enquanto em si o Cristo está sendo formado,
E o seu canto é o cântico do crente,
Que olha pra Jesus o Verbo encarnado.

Da alma que deseja apenas que o Senhor,
Seja em tudo e para sempre engrandecido;
Daquele cujo espírito, no Salvador,
De alegria está completamente ungido.

Gilberto Celeti

“A minha alma engrandece ao Senhor, e o meu espírito se alegrou em Deus , meu Salvador, porque contemplou na humildade da sua serva” (Lucas 1:46-48).

NASCIMENTO DO REI

 NASCIMENTO DO REI!

O menino que na virgem foi gerado
É o filho que por Deus foi consagrado
Para ter sobre os seus ombros o governo
No Natal nasceu o Rei dos Reis, Eterno.

Anjos cantaram sua magnificência,
De reis nobres recebeu a reverência,
Por pastores foi o Cristo admirado,
Da mulher, o descendente, havia chegado.

Na justiça está firmado o seu reinado,
E na paz devidamente alicerçado,
Ele é o Maravilhoso Conselheiro,
Poderoso, Deus Eterno, Verdadeiro.

Lá na cruz foi como rei identificado,
Do seu povo, ali, o pecado foi tirado,
E depois da morte ressurgiu em glória,
Os que nEle creem começam nova história.

O seu reino é estável e universal
Do seu povo extirpou todo o mal,
Que da obediência a Cristo faz sua meta
E O adora, sacerdote, rei, profeta.

Gilberto Celeti

“Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, o governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz; para que se aumente o seu governo, e venha paz sem fim sobre o trono de Davi e sobre o seu reino, para o estabelecer e o firmar mediante o juízo e a justiça, desde agora e para sempre. O zelo do Senhor dos Exércitos fará isto” (Isaías 9:6,7).